Total de visualizações de página

domingo, 15 de novembro de 2009

Descobri que depois de muitas quedas, eu que as vezes quando tudo da errado, acontecem coisas tão maravilhosas que jamais tenham acontecido se tudo tivesse dado certo. Eu percebi que quando amei de verdade pude compreender que em qualquer circunstancia, eu estava no lugar certo, na hora certa. Então eu pude relaxar. Pude perceber que o sofrimento emocional é um sinal de estou indo contra a minha verdade. Parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo que acontece contribui para o meu crescimento.
Comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma coisa ou alguém que ainda não esta preparado. Inclusive eu mesmo. Comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável. Isso quer dizer: pessoas, tarefas, crenças e qualquer coisa que me pusesse pra baixo ...minha razão chamou isso de egoísmo. Mas hoje sei que é AMOR-PROPRIO. Quando eu amei de verdade deixei de temer meu tempo livre e desisti de fazer plano. Hoje faço o que acho certo e no meu próprio ritmo. Como isso é bom! Desisti de querer ter sempre a razão, e com isso errei muito menos vezes. Desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Isso me mantém no presente que é onde a vida acontece. Descobri também na vida a gente tem mais é que se jogar, porque os tombos são inevitáveis e a hora que a gente levanta ninguém segura. Percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar, mas quando eu a coloco a serviço do meu coração ele se torna grande e valioso aliado. Também percebi que sem amor, sem carinho e sem verdadeiros amigos a vida é vazia e se torna amargo.
Hoje eu só tenho encontro marcado com aquilo que me interessa. Posso ter meu defeito, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela a vá a falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios. Incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vitima dos problemas e se tornar um autor da própria história... É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito de sua alma. É agradecer a Deus a cada manha pelos milagres da vida. Ser feliz não é ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma critica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, quem sabe um dia eu construa o meu castelo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário