Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ola, sofrimento!

UM GRANDE SABIO INDIANO disse uma vez: se você conseguir enfrentar o tigre da vida, poderá conseguir tudo o que quiser. Mas o que é esse animal feroz, que ao ser domado nos garante o bem viver? É o sofrimento, que precisa ser encarado de maneira saudável e positiva. No dia a dia, estamos constantemente competindo em todos os sentidos: no mercado de ações, no trabalho, nos relacionamentos. Nada é seguro. Perceber essa impermanência como liberdade e não angustia faz toda a diferença.

Como colocar isso em pratica? Abraçando o sofrimento em vez de fugir dele. Apenas quando aceitamos nossos medos e inseguranças é que eles desaparecem. E isso é feito de forma fácil por meio da meditação. Agora mesmo, durante este pensamento, procure uma posição confortável. Mantenha a coluna ereta, feche os olhos, inspire profundamente, traga a sua atenção para o aqui e o agora e comece a relaxar. Perceba os desconfortos do seu corpo gerados pela postura rígida que costumamos ter perante a vida.

Foque o seu pensamento no seu sofrimento, no seu sofrimento de culpa, em algum medo, em alguém que o magoou. E permaneça aí – simplesmente permaneça aí. Encare a experiência como ser sua criança interior estivesse brincando de esconde-esconde. Continue inspirando e experirando profundamente e sinta seu corpo se soltando, se abandonando a essa descontração.

Quantas vezes você já ouviu dizer que toda doença tem um fundo psicológico envolvido em seu aparecimento? Trabalhe as emoções faz bem e gera saúde, alem de evitar queda em emoções faz bem e gera saúde, alem de evitar queda em nosso sistema imunológico.

Quando permanecemos abraçados ao sofrimento como se fosse nosso melhor amigo, ele começa a se dissipar. É algo automático, que não requer esforço. Ou seja: sinta a dor até a última gota porque então ela acaba.

Essa postura requer mudança de atitude interna que há milênios está gravada em nossas células: fugir diante da dor. Mas dá para mudar, e você pode assumir agora o compromisso de fazê-lo. Crie um novo padrão de comportamento, totalmente focado em saúde e bem viver. A partir daí, sinta como é bom ser feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário